sexta-feira, 29 de outubro de 2010

SE PUDER, RESPONDA!


PROCURA-SE Sorrisos e Gargalhadas - Moita

O que faz você feliz?

A lua, a praia, o mar
A rua, a saia, amar…
Um doce, uma dança, um beijo,
Ou é a goiabada com queijo?
Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde,
Arroz com feijão, matar a saudade…
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz?
Um filme, um dia, uma semana
Um bem, um biquíni, a grama…
Dormir na rede, matar a sede, ler…
Ou viver um romance?
O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir à toa,
Um pássaro, ser dono do seu nariz…
Ou será um choro que te faz feliz?
A causa, a pausa, o sorvete,
Sentir o vento, esquecer o tempo
O sal, o sol, um som,
O ar, a pessoa ou o lugar?
Agora me diz, O que faz você feliz? 

Arnaldo Antunes


Um feriadão "mara" e abençoado a todos!!

I LOVE JAPANESE FOOD.....

Curiosidades da culinária japonesa:
  • Irashaimase é a expressão usada para o nosso ‘seja bem vindo’ em japonês. Ao entrar em um restaurante e ouvir a saudação, responda apenas acenando de leve com a cabeça.
  • O Sushi foi criado acidentalmente. Era utilizado para conservar alimentos, prensado com sal e fermento por alguns dias antes de ser consumido. Somente nos últimos 100 anos que se tornou o prato que conquistou o mundo.
  • Para produzir o Missô (pasta de soja) no Brasil, os primeiros imigrantes japoneses não tinham os ingredientes principais – soja, trigo e sal -, dessa forma substituíram por milho, melaço de cana e glutamaco monossódico.
  • O Choshoku, café da manhã tradicional japonês, é uma refeição completa: Misshoshiru (sopa de pasta de soja), arroz, salmão grelhado, alga, picles e soja fermentada. Para beber, chá verde ou preto.
  • No Japão, nos Kaitenzuhis – sushis servidos em balcão giratório – os clientes pedem diretamente ao sushiman o sushi que desejam. Ao preparar o bolinho de arroz, o sushiman olha para a boca do cliente e faz o sushi na medida para ser comido de uma vez só.
  • Os recipientes para shoyu, wasabi e outros temperos são individuais, portanto não devem ser compartilhados com outras pessoas.
  • A palavra japonesa para arroz é Gohan, que significa tanto o alimento quanto uma refeição.
  • O preparo do sushi é uma atividade tipicamente masculina. O motivo é que a temperatura das mãos das mulheres, tidas como mais quentes que a dos homens, poderia alterar o sabor do peixe.
Só a  foto já me dá fome rsrsrsrsr
Bjs

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

QUEM AINDA NÃO CONHECE, VALE A PENA!!!

Diário de um Cinquentão na Academia

Acabei de completar 56 anos. Minha mulher me presenteou com uma semana de treinamento físico em uma boa academia. Estou em excelente forma mas achei boa idéia diminuir minha "barriguinha". Fiz reserva com a "personal trainner" Nádia, instrutora de Aeróbica e modelo de 26 anos. Foi recomendado levar um diário para documentar meu progresso, que vai transcrito a seguir:

Segunda: Com muita dificuldade levantei-me às 6 da manhã. O esforço valeu a pena. Nádia, mais parecia uma deusa grega: ruiva, olhos azuis, grande sorriso, lábios carnudos e corpo escultural. Inicialmente, Nádia me fez um tour, mostrando os aparelhos. Comecei pela bicicleta. Ela me tomou o pulso, depois de 5 minutos, e se alarmou, pois estava muito acelerado. Não era a bicicleta mas ela, vestida com uma malha de lycra coladinha. Desfrutei do exercício. Ela me motiva muito, apesar da dor na barriga, de tanto encolhê-la, toda vez que ela passava perto de mim.

Terça: Tomei café e fui para a academia. Nádia estava mais linda que nunca. Comecei a levantar uma barra de metal. Depois se atreveu a por pesos!!! Minhas pernas estavam debilitadas, mas consegui completar UM QUILÔMETRO. O sorriso arrebatador que Nádia deu me convenceu de que todo exercício valeu a pena... era uma nova vida para mim. Que felicidade... que mulher...!!!

Quarta: A única forma como consegui escovar os dentes, foi colocando a escova sobre a pia e movendo a cabeça para os lados. Dirigir também não foi fácil: me doía o peito. Estacionei em cima da calçada... Nádia estava impaciente pois meus gritos molestavam os outros sócios. Sua voz estava um pouco aguda a essa hora da manhã e quando gritava me incomodava muito. Meu corpo doeu inteiro quando ela me colocou uma cinta para fazer escalada. Para que m#rda alguém inventa um treco para se escalar quando isso já está obsoleto com os elevadores? Nádia me disse que isso me ajudaria a ficar em forma e desfrutar a vida... ou alguma dessas m#rdas de promessas.

Quinta: Nádia estava me esperando com seus odiosos dentes de vampiro. Cheguei meia hora atrasado: foi o tempo que demorei para colocar os sapatos. A desgraçada da Nádia me colocou para trabalhar com os pesos. Quando se distraiu, saí correndo e me escondi no banheiro. Mandou um outro treinador me buscar e como castigo me pôs a trabalhar na máquina de remar... e me ferrei.

Sexta: Odeio a desgraçada da Nádia. Estúpida, magra, anêmica, chata e feminista sem cérebro! Se houvesse uma parte do meu corpo que podia se mover sem uma dor angustiante, eu partiria no meio a vaca que pariu essa p#rra dessa mulher. Nádia quis que eu trabalhasse meus tríceps... EU NEM SEI O QUE É UM TRÍCEPS !!! E se não bastasse me colocar o peso para que o rompesse, me colocou aquelas m#rdas das barras... A bicicleta me fez desmaiar e acordei na cama de uma nutricionista, uma idiota do car#lh# que me deu uma catequese de alimentação saudável, claro.

Sábado: A filha da p#ta da Nádia me deixou uma mensagem no celular com sua vozinha de lésbica assumida, perguntando-me por que eu não fui. Só com a vozinha me deu gana de quebrar o celular e depois encher a cara daquela vagabunda de porrada, porém não tinha certeza se teria força suficiente para levantá-lo, inclusive para apertar os botões do controle remoto da tevê estava difícil...

Domingo: Pedi ao vizinho para ir à missa agradecer a Deus por mim por essa semana que terminou. Também rezei para que o ano que vem, a filha da p#ta da minha mulher me presenteie com algo um pouco mais divertido, como um tratamento dentário de canal, um cateterismo ou um exame de próstata!

SESSÃO DESABAFO!

Ver imagem em tamanho grandeGente fala comigo, quando é que as leis deste nosso amado, lindo e ensolarado País vai passar por uma reforma Geral, essa do artigo 236 da lei, de 1965, é um afronte aos amigos BOM SENSO e DIGNIDADE CIVIL.
Para e pensa na última, Waldiney Ferreira Ressurreição, acusado de violentar mais de 40 mulheres, está solto porque se entregou durante o período eleitoral, quando ninguém pode ser preso, a não ser em flagrante. Ele se apresentou na delegacia e saiu tranquilamente. A Peste estava sendo procurada desde 2002.

Esse artigo não tem sentido nenhum e o pior é que hoje não conheço nenhum movimento para que ele seja extinto.
Fala Sério.

POR GENTILEZA!


Gentileza se ensina em casa, na escola, nas empresas, repartições públicas, nas calçadas, ruas e avenidas. Na verdade, gentileza não só se ensina, se multiplica: pelo exemplo, pelo gesto, pelo olhar, o sorriso, o acenar de cabeça, a reverência – pelo altruísmo. A gentileza é democrática e universal. É compartilhada por todos os gêneros, idades, raças, tribos e credos.
O ‘Profeta Gentileza’ iniciou um movimento nos idos de 1960, e foi resgatado recentemente por artistas e lideranças. O Movimento Mundial Pela Gentileza foi gestado em Tóquio em 1996, e se espalha pelo mundo.
Porque não queremos mais rispidez, egoísmo e violência. Porque a falta de gentileza degenera a saúde e tem gerado tristeza, irritação, estresse, e até morte. Porque as pessoas não podem mais se transformar em monstros quando estão atrás de um volante ou guidão.

A busca pela gentileza é um movimento em curso: se alguém tomar aquela vaga de estacionamento que você estava esperando, releve; caso um motorista não deixe você ultrapassar, tolere; se outro vier disposto a brigar, não dê brechas para continuar a discussão. (é difíl pacas mais é possível)

A melhor maneira de se habituar a ser gentil é se colocar no lugar do outro, o princípio é simples: não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você. A gentileza é contagiosa, quem recebe, começa a devolver. Além disso, pesquisas já comprovam que quem é gentil, é mais saudável, mais feliz, mais resistente. O bem que vai, volta. A paz que brota, se espalha.

Não é difícil fazer um #transitomaisgentil. A mudança começa dentro de cada um. Siga as vias do bem e faça parte desse movimento não só no trânsito, mais no trabalho, em casa com amigos...........

Fonte: http://oamorcontagiaalegria.blogspot.com/

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

PODE SER UMA SAÍDA!


                                                                     
O responsável por estes quadros vivos é o Patric Blanc um fracês excêntrico, de cabelos verdes de um olhar curioso que mescla ciência e paisagismo. Ele é o grande responsável pela onda de muros verdes artisticos que estão em restaurantes e nos circuitos de decoração fora do nosso País(snif, snif...). Mas, apesar de servir de inspiração para muitos profissionais os muros de Blanc são únicos (infelizmente), a mescla de gêneros, a harmonia entre folhas e a vida que seus muros assumem ao longo do ano são realmente quadros vivos.

Bem que essa moda podia mesmo pegar.

Bjs

OLHA QUE TUDO!!!


Gente, depois que vi essa poltrona no quarto da Géssica e do Berilo (Passione) eu tinha que descobrir (tá bom eu confesso - eu assisto Passione, pronto falei rsrsrs).

Esta poltrona "mara" faz parte do trabalho da Raquel Avila Lole - designer e idealizadora do Projeto Recria que tem o objetivo de reciclar ideias com produtos sustentáveis.

Quem como eu estava curiosa pra saber onde encontrar, tem que entrar em contato no email abaixo.
 klippel@artisan.ind.br


Bjsssssssssss

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

UM EXERCÍCIO CHAMADO PERDÃO!

Nem a pior prisão do mundo pode ser tão difícil de suportar quanto àquela que nos aprisiona por dentro, que nos impede de pensar com liberdade e de transformar nossos sonhos em realidade.
Além de nos manter acorrentados a um sentimento que não nos acrescenta nada, muitas vezes acaba por se transformar em doenças físicas, além de destruir relacionamentos existentes há anos.
Pessoas de “coração duro” podem gerar em suas mentes janelas killers e muitas vezes apresentar sintomas como dores no peito, insônia, dores musculares, humor deprimido, estresse, perda de apetite, entre outros.
As pessoas que descobrem a arte do perdão, reduzem o nível de estresse, vivem mais confiantes e si mesmas, conseguindo atingir a calma e a paz de espírito.

Precisamos nos tornar protagonistas da nossa história e gerenciadores de nossos pensamentos.Ao perdoamos, morre dentro de nós o “monstro” em que transformamos determinada pessoa, e esta renasce não mais como inimiga, mas como um ser humano que possui limitações iguais ou diferentes as nossas.
Escola de Inteligência.
Há quem se sinta diminuído ou perdedor ao perdoar mais é necessário dar um BASTA neste pensamento aprisionador, pois a pessoa que mais ganha com isso é quem perdoa. Depois com o corpo leve e a ALMA SOLTA é muito mais gostoso viver a vida.
Não tô falando que se trata de tarefa fácil ou que EU domíne esse sentimento, muito pelo contrário estou querendo dizer para JUNTOS EXERCITARMOS esse nobre sentimento, só.               


BJS

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

PEGANDO CARONA NA CAMPANHA CONTRA O CÂNCER DE MAMA DE SINGAPURA.

Campanha do Câncer de Mama de CingapuraA campanha contra o câncer de mama da Breast Cancer Foundation (BCF), de Singapura, chama a atenção pela arte lindíssima do ilustrador Andy Yang Soo, nascido na Malásia. Ele desenhou no corpo de mulheres e usou o bico do seio como representante de algum probleminha do dia-a-dia: uma espinha ou uma tentativa de controlar o frizz no cabelo.
É aí que se encaixa a pergunta tema da campanha: “Você está obcecada com a coisa certa?”. Apesar das nossas pequenas neuras diárias, o câncer de mama deve ser uma preocupação maior e o auto-exame um hábito.
A campanha sugere essa mudança de pensamento de um jeito muito bonito
Campanha contra o câncer de mama em Singapura


DEPILAÇÃO MASCULINA....MUITO BOA!!



Estava eu assistindo tv numa tarde de domingo, naquele horário em que
não se pode inventar nada o que fazer, pois no outro dia é segunda-feira,
quando minha esposa deitou ao meu lado e ficou brincando com minhas
"partes". Após alguns minutos ela veio com a seguinte idéia: Por que não
depilamos seus ovinhos, assim eu poderia fazer "outras coisas" com eles.
Aquela frase foi igual um sino na minha cabeça. Por alguns segundos
fiquei imaginando o que seriam "outras coisas". Respondi que não, que
doeria coisa e tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de
depilação e eu não tive mais como negar. Concordei.

Ela me pediu que ficasse pelado enquanto buscaria os equipamentos
necessários para tal feito. Fiquei olhando para TV, porém minha mente
estava vagando pelas novas sensações que só acordei quando escutei o beep
do microondas.

Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços
de plástico. Achei meio estranho aqueles equipamentos, mas ela estava com
um ar de "dona da situação" que deixaria qualquer médico urologista
sentindo-se como residente. Fiquei tranqüilo e autorizei o restante do
processo. Pediu para que eu ficasse numa posição de quase-frango-assado e
liberasse o aceso a zona do agrião. Pegou meus ovinhos como quem pega duas
bolinhas de porcelana e começou a passar cera morna. Achei aquela sensação
maravilhosa!! O Sr. Pinto já estava todo "pimpão" como quem diz: "sou o
próximo da fila"!! Pelo início, fiquei imaginando quais seriam as "outras
coisas" que viriam.

Após estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou ambos no
plástico com tanto cuidado que eu achei que iria levá-los para viajem.
Fiquei imaginando onde ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na
Thailândia, na China ou pela Internet mesmo. Porém, alguns segundos depois
ela esticou o saquinho para um lado e deu um puxão repentino. Todas as
novas sensações foram trocadas por um sonoro PUTAQUEOPARIU quase falado
letra por letra.
Olhei para o plástico para ver se o couro do meu saco não tinha ficado
grudado na cera. Ela disse que ainda restaram alguns pelinhos, e que
precisava passar de novo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles
vão ficar aí para a eternidade!!

Segurei o Dr. Esquerdo e o Dr. Direito em minhas respectivas mãos, como
quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazônica em extinção, e fui
para o banheiro. Sentia o coração bater nos ovos. Abri o chuveiro e foi a
primeira vez que eu molho o saco antes de molhar a cabeça. Passei alguns
minutos só deixando a água escorrer pelo meu corpo.
Saí do banho, mas nesses momentos de dor qualquer homem vira um
bebezinho novo: faz merda atrás de merda. Peguei meu gel pós barba com
camomila "que acalma a pele", enchi as mãos e passei nos ovos. Foi como se
tivesse passado molho de pimenta. Sentei na privada, peguei a toalha de
rosto e fiquei abanando os ovos como quem abana um boxeador no 10° round.
Olhei para meu pinto. Ele era tão alegrinho minutos atrás, estava tão
pequeno que mais parecia que eu tinha saído de uma piscina 5 graus abaixo
de zero.

Nesse momento minha esposa bate na porta do banheiro e perguntou o que
estava acontecendo. Aquela voz antes aveludada ficou igual um carrasco
mandando eu entregar o presidente da revolução.
Saí do banheiro e voltei para o quarto. Ela estava argumentado que os
pelos tinham saído pelas raízes, que demorariam voltar a nascer. "Pela
espessura da pele do meu saco, meus netos irão nascer sem pelos nos ovos",
respondi.
Ela pediu para olhar como estavam.
Eu falei para olhar com meio metro de distância e sem tocar em nada!!

Vesti a camiseta e fui dormir (somente de camiseta). Naquele momento sexo
para mim seria somente para perpetuar a espécie humana.
No outro dia pela manhã fui me arrumar para ir trabalhar. Os ovos
estavam mais calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi
estranho sentir o vento bater em lugares nunca antes visitados. Tentei
colocar a cueca, mas nada feito. Procurei alguma cueca de veludo e nada.
Vesti a calça mais folgada que achei no armário e fui trabalhar sem cueca
mesmo.
Entrei na minha seção andando igual um cowboy cagado. Falei bom dia
para todos, mas sem olhar nos olhos. E passei o dia inteiro trabalhando em
pé com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.
Resultado, certas coisas devem ser feitas somente nas mulheres. Não
adianta tentar misturar os universos masculino e feminino.

AOS AMIGOS TODO O MEU AMOR!

• MeaddFAN OFICIAL - Timão e Pumba •"Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos, nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril"

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

DICAS QUE FAZEM BEM $$$$$$ !!

Neste final de semana estive em uma Farmácia pra comprar um medicamento e quá cai das pernas quando a atendente me informou o valor R$ 170,00, optando por desistir da compra temporariamente, decidi fazer uma cotaçãozinha antes.

Sai de lá e fui na Farmácia Drogasil (não é propaganda mais ela é boa mesmo rsrs) que tenho o cartão fidelidade (faz na hora sem burocracia) o que já me beneficia em 10% e a atendente ainda super fofa, me aconselhou a fazer um cadastramento no Laborátorio via telefone(pode?) pra ganhar ainda mais desconto (NUNCA soube disso por que mesmo??).

Resumindo ganhei 50% de desconto do Laborátorio e mais 10% da Drogasil, total de 60% de desconto achei o mÁximo!!!

Vale apena buscar mais informações nas Farmácias da Rede. 

Coisa boa quase ninguém divulga mais eu ADORO!!!!!

Bj


QUANDO O MOVIMENTO É BOM VALE UM BISSS!

Gente, existe um movimento fantástico, que busca levar palavras de alegria e coragem para as crianças portadoras de câncer, é séria e funciona. Basta entrar no site "Doe palavras" clicando no link abaixo, digitar uma frase de amor e enviar, são dois minutos pra fazer parte de algo tão grande, não deixe de participar!!!  

JESUS, ACENDE A LUZ!!!!

Assim não dá, plena segunda feira com uma semana inteirinha pra viver depois de um final de semana gostoso, distante dos jornais e tv, abro o jornal e o mundo me informa que o advogado daquele ex goleiro se auto intitula como Lúcifer.

Então ta bom...um goleiro + uma esposa + uma namorada + duas amantes + um "amigo" de "gosto" duvidoso + um ex policial serial killer + um monte de cachorros + um menor.... ufa, como se tudo isso já não fosse TRÁGICO e diabólico o bastante, eis que o próprio entra em defesa, pois é assim que o advogado do Bruno se apresenta nesta segunda feira, como o próprio Lúcifer, para tudo.

A cada nova matéria desse caso macabro, tenho a sensação de que só pode ser uma pegadinha mais quando esta sensação passa e passa rápido, fico imaginando o que mais de absurdo pode acontecer , hummmmm tá eu consigo imaginar....todos inocentados, um novo fã clube (preocupante) do Bruno o esperando na saída da prisão com sua grande maioria Claro formado por mulheres e o mesmo disputando a copa do mundo.

Essa indignação ainda toma proporções maiores quando me pego a pensar nessa penca de mulheres enterrando e sujando suas vidas por causa de um p........  deixa eu me conter, melhor assim.

Lamentável.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

É ASSIM....

"Mulheres bacanas, complicadas, batalhadoras, persistentes, ciumentas, apressadas, é isso que somos hoje. Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos. As inhas não moram mais aqui. Foram pro espaço, sozinhas."Martha Medeiros
"Mulheres bacanas(sempre), complicadas(depende), batalhadoras, persistentes(e como), ciumentas(raramente), apressadas(claro), é isso que somos hoje. Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos. As "inhas" não moram mais aqui. Foram pro espaço, sozinhas."

Martha Medeiros

AHHH TODA QUARTA TEM!!

Acontece todas as quartas às 20:30hs, um encontro de seres humanos normais ou quase rsrsrsrsrsrsrs que estão longe de serem Santos ou Juízes, mais que buscam com amor a verdade em Deus.
É um bate papo despretensioso mais riquíssimo de amor e aprendizado. É assim, sem protocolo, despidos de preconceitos ou religiosidade, mais com o coração e a mente aberta para a palavra.
Quem se interessar deixa um recadinho ou envie um email para mirelasmachado@gmail.com.
mUitO BOm!!

MAIS UM MOTIVO!





      Como se já não tivéssemos motivos suficientes pra viver discutindo a relação com a balança, agora essa pesquisa vem nos dizer que isso pode mexer também no nosso bolso, ahhhh se essa moda pega, rsrss!!!
 Fonte revista Galileu mês 10.

   Uma pesquisa feita pela Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, mostra que empregadores tratam as mulheres do mesmo modo que a indústria da moda: recompensando as mais magras com salários mais altos e penalizando as mais gordinhas com remuneração menor. Com os homens, o que acontece é o contrário: quanto mais encorpados, maior o pagamento (com exceção dos obesos).
   Foram feitos dois estudos separados, um com 11.253 homens e mulheres alemães e outro com 12.686 homens e mulheres americanos.
   Os resultados mostraram que os homens mais magros ganhavam US$ 8.437 a menos do que os de peso médio e, quanto mais pesados, maior o salário – até ficarem obesos, quando a tendência se inverte. Em um dos estudos, a média de maior salário foi para homens de aproximadamente 94 kg.
Para as mulheres que fugiam dos padrões, no entanto, as conclusões foram outras. Mulheres muito magras (mais de 10 kg abaixo da média) ganhavam cerca de US$ 15.572 por ano a mais do que as mulheres com peso médio. Já mulheres mais gordas (mais de 10kg acima da média) tendiam a ganhar aproximadamente US$ 13.847 a menos por ano do que a média.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

TRANSFORMANDO A DOR EM ESPERANÇA!






MUKHTAR MAI
A paquistanesa que não se calou
Mukhtar Mai, 28 anos, foi condenada por um crime que não cometeu, e pagou por isso ao ser estuprada coletivamente. Ao contrário da maioria das mulheres de seu país, que ao sofrerem essa violência cometem suicídio, ela resolveu falar. E assim deixou o mundo perplexo com seu ato de coragem e transformou o futuro de sua cidade
Violência
Em 22 de junho de 2002, Mukhtar Mai, pertencente à casta de camponeses Gujjar, no Paquistão, foi obrigada a pedir perdão por uma condenação feita pela tribo Mastoi, considerada superior a eles. O crime? O seu irmão Shakkur, de 12 anos, falou com Salma, uma mulher do clã Mastoi. Eles acusaram o garoto de ter ofendido Salma, que tem 27 anos, apenas por ter trocado algumas palavras... Após ser espancado pelo grupo, a polícia o prendeu - sob determinação da tribo. Então, a sua irmã foi escolhida pela família para pedir perdão aos Mastoi, por ser considerada uma mulher respeitável: ensina o Corão para as crianças, recebeu o divórcio do marido e não tem filhos. Ao chegar lá, porém, todos os homens estavam armados e sem nenhuma intenção de misericórdia. Eles a arrastaram até um estábulo e lá ela foi estuprada por quatro homens durante uma noite inteira.
O costume local
Mukhtar foi para o seu quarto aquele dia e ali permaneceu por semanas, pensando em suicídio. Depois de ter sido estuprada, o caminho que ela teria de seguir, segundo os costumes locais, seria cometer o suicídio. Só que as notícias que chegavam até ela eram mais revoltantes: seu irmão só foi solto após a sua família pagar fiança, e a tribo Mastoi ainda o ameaçava. Quando ela percebeu que o seu sofrimento tinha sido em vão, resolveu esquecer o suicídio, tão previsível.
A escolha pela vida
Mukhtar decidiu viver, para lutar por justiça e ajudar outras mulheres a terem uma vida mais digna. Apoiada pelos pais e fortalecida espiritualmente pelas lições do Alcorão, dizia: "Sou só a primeira gota d'água, mas a chuva virá. E muitas gotas de chuva acabam formando um grande rio."
Seu pai, ela, a mãe e quatro irmãos não sabiam ler, nem freqüentaram a escola. Porém, eram muçulmanos devotos, que rezavam cinco vezes ao dia. Mukhtar tinha uma mente privilegiada e conseguia memorizar trechos do Alcorão. Tranqüila, mansa no falar, essa mulher altiva de 1,70 metros de altura pensava, mantendo os profundos olhos negros voltados para baixo: "O Alcorão me protegerá."
A luta por Justiça
Chamada para depor na delegacia, ela foi induzida a deixar as suas impressões digitais em um papel em branco. Embora analfabeta, Mukhtar percebeu que ali seria colocado o depoimento que os policiais quisessem. E assim passou por vários depoimentos, sempre forçada pela polícia local a não dizer a verdade ao juiz. Mas ela conseguiu chegar até ele e falar tudo o que haviam feito, além de reconhecer os policiais que tentavam impedi-la de declarar a verdade. Após inúmeras audiências, o caso já havia repercutido em toda a imprensa.
A família
A família de Mukhtar Mai é da casta mais baixa dos gujar e vivia de escassos recursos dos campos de cana-de-açúcar e trigo. A casa era de barro e tinham somente poucas cabras e bois, uma vaca e um pedaço de terra. Não dispunham de luz elétrica, telefone, nem água corrente. Mukhtar casou-se aos 18 anos e não teve filhos. Um casamento arranjado. Ela não foi feliz. O divórcio era raro no Paquistão rural - a mulher era mal vista, mas os pais a apoiaram e em menos de um ano Mukhtar recebeu do marido o talaq (na lei islâmica, o repúdio do homem à mulher que a libertou oficialmente do casamento e a permitiu voltar para a casa da família em Mirvala.
O ensino que ela recebeu
Ghulam, pai de Mukhtar Mai, lhe ensinou a respeitar os mais velhos e a proibia de mentir. "Temos muito pouco, mas possuímos nossa honestidade", dizia à filha, o que fez com que ela desenvolvesse um forte senso de certo e errado.
A indenização
Por ordem do governo, a ministra federal para as mulheres, Attiva Inayatullah, deu-lhe um cheque de meio milhão de rupias, cerca de Us$ 8.200, (mais do que seu pai ganharia em décadas). Segundo a ministra, não era uma compensação, mas um pequeno símbolo de "nossa identificação" pelo sofrimento pelo qual Mukhtar passou. Mukhtar, que jamais havia visto um cheque, disse: "Não preciso de dinheiro. O que realmente preciso é de uma escola." Ela teve essa idéia ao perceber que a maioria de pessoas que com ela se solidarizavam eram educadas.
O dinheiro da indenização
Então, ela concordou em receber o cheque, desde que pudesse usar o dinheiro para a construção de uma escola para meninas. Determinada, comprou um terreno perto de casa e contratou trabalhadores para a construção de uma escola primária. Ela também ajudou, fazendo tijolos de barro e transportando para o local da obra. A Escola-Modelo para Meninas Mukhtar Mai tomou forma e abriu as portas em dezembro de 2002. O governo pavimentou a estrada e trouxe luz e telefone para Mirvala.
As alunas
Acompanhada de guarda-costas da polícia, foi de casa em casa pedir aos pais que enviassem as filhas para a nova escola. A tarefa não foi fácil, pois ouvia sempre a alegação: "Meninas não precisam aprender a ler"; ou: "Só os meninos precisam ser educados." Mukhtar se comprometeu, então, a mandar uma van para buscar cada menina.
A escola
A escola não tinha luxo. Em vez de cadeiras, as meninas se sentavam sobre sacos de aniagem. Mukhtar se sentava ao lado de algumas alunas, para também aprender a ler e escrever. Buscou mais recursos, vendeu seus brincos e uma vaca e quando a imprensa divulgou a história, chegaram muitas doações. Ela então contratou carpinteiros para fazer assentos e carteiras de madeira para as alunas. Foram instalados ventiladores no teto, tornando, assim, agradável o ambiente sufocante das aulas. Com saldo suficiente, abriu uma escola para meninos em Mirvala e outra para meninas numa aldeia próxima. E mais de 700 crianças de todas as castas (inclusive da casta mastoi) se misturavam livremente nas escolas.
Ajudando outras vítimas
A ação benemérita desta notável paquistanesa não parou por aí. Mulheres, algumas estupradas, outras mutiladas, outras espancadas, outras com cicatrizes horríveis no rosto - vítimas de ataques de ácido, ou sem nariz ou orelhas, punição para supostas adúlteras, procuravam Mukhtar. Foi então criada, ao lado da primeira escola, o Centro Mukhtar Mai de Assistência de Crise da Mulher, para o qual chegava, em média, diariamente, cinco vítimas, em busca de auxílio. Ninguém deixava de ser atendida.
O livro
Depois da repercussão que o caso teve na imprensa mundial, a jornalista Marie-Theres Cunny e Mukhtar Mai lançaram um livro, Desonrada, para contar essa história. O livro já foi traduzido para vários idiomas e lançado em muitos países, inclusive o Brasil.
“Sinto-me como uma pequena planta que começa a crescer. Ainda precisamos ver os frutos. Mas, na vila onde moro, histórias como a minha não acontecem mais”.
Mukhtar Mai
São histórias como essa que nos enche de esperança, só é necessário UMA pessoa se levantar, pra desencadear um movimento, assim como Ester, mais uma vez das poucas contadas, uma mulher tirou o foco das suas origens e limitações humanas para focar na vontade de ajudar um povo, atitudes como esta, sempre atraem mais e mais pessoas a caminharem no mesmo sentido. E como já é sabido, quanto mais as pessoas trabalharem juntas em prol de algo o algo já esta tomado!!!
Bjs

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

PRA REFLETIR!

"O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos.
Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos."
Martin Luther King

ANIVERSÁRIO DA LAÍS!


           Hoje a Laís vai comemorar com seus amigos da escola, os seus dois anos de vida.

Eu na verdade estou comemorando desde quando a gerei.
Estava fazendo um ano, que eu havia passado por um aborto espontânio aos três meses de gestação, um momento muito difícil e marcante, quando engravidei da Laís.
Não pude evitar a alegria nem o medo, mais me mantive confiante. Logo no primeiro ultra-som indo pro terceiro mês de gestação, recebi a noticia que meu bebê não tinha batimentos cardíacos. A frase que saiu da boca da médica com ar de seu cotidiano caiu sobre mim como vinagre na ferida. Sai de lá conversando com Deus pedindo respostas (como se tivesse esse direito).
Marcamos um novo ultra-som pra depois de uma semana, neste período, nos meus momentos de íntimidade com Deus buscava forças pra alimentar minha Fé e discernimento pra ouvir as respostas das tantas perguntas que fizera. Decidi confiar.
Estava eu lá novamente parte de mim era confiança parte fraqueza, mais no momento que a médica encostou o aparelho na minha barriga, um segundo durou uns cinco minutos, consegui ouvir os batimentos, ver a cara de espanto da médica, a emoção nos olhos da minha irmã que me acompanhava, um momento mágico.

Saí de lá radiante.

Bem, ai veio a escolha do nome, chegou um caminhão de sugestões e eu só pensava em nome de menino, eu já era mãe de um menino o Italoo que sempre foi e é uma experiência maravilhosa . Pois bem, passado algum tempo descobri  "menina" e eu com listas de menino na cabeça, resolvi então, tirar o pé do acelerador e pensar com calma, certo dia estava revisando um contrato de um cliente e me veio Laís na cabeça como um sopro e eu, que não conhecia ninguém com esse nome me encantei, pronto, Laís.
Trabalhava comigo uma colega que era toda caprichosa e em uma conversa despretensiosa me disse que estava fazendo um quadro de porta pra mim, com o significado do nome Laís que era "presente de Deus" na hora fiquei gelada e agradecida, me senti abraçada pelo espírito santo de Deus.
Depois fui pesquisar e não encontrei esse significado e ela também não terminou o quadro (vai ver que nem era tão caprichosa quanto eu pensava rsrsrs) a questão é que ela não era uma amiga que soubesse da história ou fosse uma crente fervorosa, ela simplesmente falou e eu ouvi. Foi como se ela somente tivesse sido usada pra me dar um recado (imagino que Deus deve ter tentado de muitas outras formas, mais eu devo ser bem surdinha às vezes, posso até imaginar Ele falando - Nossaa já soprei, já falei, já desenhei agora vou mandar a fulana rsrsrsrs, Deus não tem amor por nós ele È o próprio amor.)

Hoje, só posso eternizar minha gratidão a Deus por tudo e tbm pelos dois filhos maravilhosos que tenho.

"O tempo de Deus é diferente do nosso" 

   

quinta-feira, 7 de outubro de 2010




"Não há resultados diferentes, fazendo a mesma coisa todos os dias".

DESMISTIFICANDO A TATTOO !!!


Shutterstock
A tatuagem já foi usada para identificar bandidos e enfeitar poderosos; para juntar tribos e afugentar inimigos; para mostrar preferências e esconder imperfeições. O que não mudou quase nada foi a técnica de aplicação de tinta na pele. Passados mais de 4 mil anos, ela ainda é feita por meio de agulhas que perfuram a derme. Perseguida em vários momentos da história, a prática foi banida por decreto papal no século 8 e na Nova York do século 20. Apesar disso, é difícil encontrar quem nunca tenha pensado em fazer uma.

                                                                         CURIOSIDADES

Múmias de mulheres egípcias, como a Amunet, possuem traços e inscrições na região do abdome 
Múmias encontradas nas montanhas de Altais, na Sibéria, apresentam ombros tatuados com animais, reais e imaginários
Os imperadores romanos determinam que, para não serem confundidos com súditos mais bem afortunados, prisioneiros e escravos sejam tatuados
Sob a alegação de ser coisa do demônio, o papa Adriano I proíbe as pessoas de se tatuarem

Durante a invasão da Bósnia e Herzegovina pelos turcos otomanos, os católicos tatuavam cruzes como forma de evitar ter de rezar para Alá
Com o fim das guerras feudais no Japão, os serviços dos samurais tornaram-se desnecessários. Surge, então, a Yakuza, a máfia japonesa
Em expedição à Polinésia, o navegador inglês James Cook nota a tradição local de marcar o corpo com tinta. Na língua local, chamam isso de "tatao"

>>> Entre 1831 a 1836
A bordo do HMS Beagle, Charles Darwin registra que a maioria dos povos do planeta conheciam ou utilizavam algum tipo de tatuagem
>>> 1891
O americano Samuel O’Reilly patenteia a máquina de tatuar. Trata-se de uma adaptação de uma invenção de Thomas Edison
>>> 1928
Em Chicago, um caminhão com peles tatuadas é roubado. A coleção pertencia a Masaichi Fukushi, médico japonês que estudava como a tatuagem ajudava a preservar a pele
>>> 1942
Durante a Segunda Guerra, os nazistas tatuavam um número no corpo dos judeus para identificá-los como prisioneiros nos campos de concentração
>>> 1959
Chega ao Brasil o dinamarquês Knud Gegersen, o primeiro tatuador profissional a atuar por aqui
>>> 1961
Depois de um surto de hepatite B, a Secretaria da Saúde de Nova York proíbe a realização de novas tatuagens na cidade
>>> 1999
A empresa de brinquedos Mattel lança a Barbie Butterfly Art, boneca que vinha com uma tatuagem lavável
>>> dezembro de 2009
Ao passar 52 horas tatuando o corpo de Nick Thunberg, o americano Jeremy Brown bateu o recorde mundial de sessão mais longa, que era de 43h50min, estabelecido em 2006

"HOJE , TATUAR  NÃO É MODA NEM REBELDIA É GOSTAR DE ARTE AO PONTO DE INTRODUZI-LA NA PELE, É PESSOAL". BJSSSS

TREKKING, INSCRIÇÕES ABERTAS!!


Circuito Gaia Exp de Trekking de Regularidade

Gente quem estiver interessado entra no link abaixo e acompanhe a data da próxima reunião, ok!
Também é possível fazer a inscrição da dupla ou equipe pelo site.
Bora meu povo!

Calendário de Provas - 2010

Etapa
Data
Etapa
1
28.03.10
Paineiras Clube de Pesca - Bonfim Paulista (SP)
2
23.05.10
Pesq Pag Veronez - Dumont (SP)
3
15.08.10
São Simão (SP)
4
19.09.10
Estância São Marcos - Brodowski (SP)
5
24.10.10
(local indefinido)
6
05.12.10
(local indefinido)

GOSTOSURAS DE SHAKESPEARE!!

'' Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.''

William Shakespeare

Em uma amizade, agente não tem que ser ou pensar igual, muito pelo contrário, é preciso mais que  respeitar nossas diferenças é estar com os olhos limpos e coração aberto para entender, compartilhar, apreender sem medo do diferente, sem medo do novo, sempre com base no amor.

bjsssss

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

DESAFIO!

A dor e a delícia de sermos o que somos tem que ser assumida, enfrentada, encarada de frente.

Lidar com a realidade nos possibilita mudar, crescer, melhorar.


De outra forma continuaremos nos enganando e afastando as pessoas que nos percebem como um blefe.
ROCCANA

FORTE É AQUELE QUE ADMINISTRA SUAS FRAQUESAS.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

VENHA SEGUNDO TURNO.....


  Esse segundo turno, serviu pra REFORÇAR que não dá pra contar com o OVO no ..... da galinha, né Dilma.

  Serra e a ex ministra Dilma, estavam certos que essa eleição só tinha espaço para os dois, no começo nem deram bola pra Marina, com sua visão construtivista e vida sustentável 2 a 4% intenção de votos.

  A questão é que quando a população parou pra ouvir as argumentações e o conhecimento de cada candidato, principalmente nos debates, a Marina começou a ganhar atenção do Brasil.

  Tudo bem que ficou em terceiro, mais mostrou aque veio.

  Na pior das hipóteses ela DESPERTOU (após as apurações, com seus 20% dos votos) um interesse grande pelo meio ambiente e vida sustentável, por parte dos dois candidatos que continuam na disputa. Não ficarei admirada se ao ligar a tv a partir de agora encontrar a Dilma no palanque de mãos dadas com um Tamanduá Bandeira ou o Serra organizando um jantar com índios abraçado a um Jequitibá.

  Eita mundão, é isso ai, vamos que vamos  pro segundo turno.

  Obs: Não passou despercebido, mais me recuso a comentar sobre o eleito Tiririca.
Mais ou menos, só uma observação, vocês viram que depois de eleito a mídia só se refere a ele como Palhaço Tiririca, isso dentro e fora do país, todo mundo informado então ninguém poderá dizer que não sabia da palhaçada.

Bjsssssssssssss 


segunda-feira, 4 de outubro de 2010

UM MONSTRO CHAMADO - TPM.

.
      Conselhos da mãe, receita caseira, dicas das amigas, chás de qualquer mato cheiroso ou fedido, não importa a questão é que nada adianta. Só quem tem pode entender do que to falando, infelizmente, porque seria MARAVILHOSO se os maridos e filhos também compreendesse, somente pra ficar mais tranquilo a transição.
Normalmente a TPM chega carregada de sinceridade, fico a ponto de bala, os nervos não dão trégua aos hormônios e a boca quando abre é pra cuspir sinceridade. 

      Sabe que antes (é porque não nasci assim, aliás piorou a ponto de se tornar perceptivo depois dos 30, fica o alerta as meninas de 29 rsrsrs) não imaginava a dimensão da coisa, mais de acordo com aquele poema " quando a água bate na bunda....agente aprende a nadar....." rsrsr, passei a ler tudo o que sai de matéria sobre o assunto e encontrei o seguinte ( dentre uma tonelada que li).


História da TPM ( tiquinho da história )

      Hipócrates, o médico grego, relatou as alterações hormonais no ano 400 a.C., mas as primeiras descrições oficiais da TPM só apareceram em 1931. Estudos epidemiológicos brasileiros nunca foram feitos -o que havia até agora eram pequenos trabalhos localizados.

obs: Demoraram né, como sera que as mulheres SUPORTAVAM .

O último Grau

"Nesse último grau, a TPM também é chamada de transtorno disfórico e considerada uma doença, que necessariamente deve ser tratada com medicamentos."
obs: hummmmmmmmmmmm

Por fim....especialista dizem que essa auto massagem ajuda, então vamos tentar!